27 de setembro - 2018  

Impermeabilização de piso: o segredo para evitar infiltrações

Na hora de executar uma obra, muitos pontos devem ser considerados, garantindo além de beleza, também a durabilidade e a segurança da construção. Quando falamos sobre revestimento, um dos pontos mais importantes é a impermeabilização de piso, que deverá ser feita de forma correta e cuidadosa.

A impermeabilização é fundamental para a manutenção de um imóvel, evitando que a água acabe se acumulando debaixo do piso, causando estragos significativos, inclusive, à fundação da sua casa.

Justamente por isso, montamos este conteúdo bem completo para que a sua impermeabilização de piso seja feita corretamente. Confira!

Por que fazer a impermeabilização de piso?

Problemas de umidade e infiltrações infelizmente são comuns em muitas casas, e podem gerar vários transtornos aos proprietários. Algumas vezes essa água infiltrada poderá chegar até a fundação da obra, colocando em risco a própria estrutura da sua sustentação.

Além disso, também é comum notar pinturas descascando, pisos e azulejos soltos ou mais escuros e até problemas envolvendo a parte elétrica ou ainda afetando andares inferiores ou superiores, no caso de sobrados ou apartamentos.

Para evitar todos esses problemas e garantir a segurança e a durabilidade da sua obra é que a impermeabilização de piso é tão importante. Ela deverá ser feita tanto no contrapiso, como no assentamento.

Quais os tipos de impermeabilização de piso que existem?

É possível investir em dois tipos de impermeabilização de piso: o sistema rígido ou o sistema flexível.

O sistema rígido têm a capacidade de se incorporar às estruturas nas quais é aplicado, assim a camada de impermeabilizante se torna parte da estrutura. Na impermeabilização de piso são usados materiais como: cimento polimérico, argamassa impermeabilizante, cimento cristalizante, resina epóxi etc.

Já o sistema flexível têm como principal característica o fato de não ser incorporados à estrutura do concreto, podendo variar e se movimentar de acordo com as deformações da estrutura. Esse tipo de sistema usa materiais como: emulsão asfáltica, mantas asfálticas, de PEAD, PVC ou EPDM, emulsão acrílica, pintura hidrofugante e membrana de poliuretano.

Como fazer a impermeabilização de piso?

Em geral, é realizada a impermeabilização de piso nas áreas frias da residência, ou seja, na cozinha, nos banheiros e na área de serviço. Independentemente do tipo de impermeabilização que será feita, existem alguns passos que devem ser seguidos. Confira abaixo.

Substrato

Substrato na impermeabilização de piso

Um contrapiso bem feito e sem resíduos, facilitará na impermeabilização de piso, e evitará problemas futuros. Imagem: UFRGS.

O substrato é de extrema importância para o sucesso da impermeabilização de piso, por isso deverá ser muito bem preparado. Assim, quanto melhor o contrapiso for executado, mais fácil será a sua impermeabilização, que só deverá ser feita após o tempo de cura do contrapiso.

Antes de iniciar a impermeabilização de piso faça uma boa limpeza em toda a superfície, retirando graxa, poeira, óleo, entre outros. Você poderá usar vassouras, aspirador industrial ou hidrojateamento de alta pressão.

Sistema Rígido

Sistema rígido na impermeabilização de piso

Alguns cuidados devem ser tomados na impermeabilização rígida: fique atento ao tempo de secagem. Imagem: Viapiso.

Se essa for a sua escolha de impermeabilização de piso, é preciso seguir alguns passos. O primeiro é aplicar uma camada de composto adesivo no contrapiso logo após a conclusão e a limpeza. O objetivo é garantir uma aderência perfeita da argamassa impermeabilizante ao substrato.

O composto é formado por cimento, areia, água e um adesivo de alto desempenho. O traço sugerido é de 1:2 para cimento e areia e a relação de 1:2 de água e adesivo. Você poderá aplicar esse composto com uma vassoura diretamente sobre o substrato que será impermeabilizado.

Em seguida, com o composto adesivo ainda úmido, aplique uma camada de argamassa de cimento areia com aditivo impermeabilizante para argamassas e concretos. O traço sugerido é de 1:3 (cimento:areia), e a cada 1 saco de cimento deverá ser incorporado à argamassa 2 litros de adesivo impermeabilizante. Outro cuidado é para que a camada de argamassa tenha espessura mínima de 2 centímetros e caimento para a drenagem de água.

Quando esse passo terminar, aplique uma camada de argamassa polimérica, com 2 a 4 demãos cruzadas com intervalo de 6 horas entre cada uma das camadas.

Sistema Flexível

Impermeabilização flexível de piso

A impermeabilização flexível não é incorporada à estrutura do concreto, pode variar e se movimentar de acordo com as deformações da estrutura. Imagem: Fibersals.

Esse sistema também tem início após a conclusão e a limpeza do contrapiso, aplicando sobre ele uma camada de argamassa de cimento areia com aditivo impermeabilizante para concretos e argamassas.

O traço é o mesmo indicado do sistema rígido. Aqui, o ideal também é que a camada tenha pelo menos 2 centímetros de espessura e caimento para drenagem. Contudo, vale ressaltar que, nesse sistema, os cantos devem ser arredondados, garantindo uma impermeabilização de piso perfeita.

Quando a argamassa estiver finalizada e o tempo de cura tiver terminado, aplique uma camada de tinta asfáltica de grande aderência e alta resistência e também uma massa asfáltica de grande durabilidade.

Espere por 7 dias e então faça a argamassa para proteção da impermeabilização e o assentamento do piso cerâmico. Não se esqueça de aplicar uma camada de composto adesivo entre a camada de impermeabilizante e a argamassa de assentamento, com o mesmo traço usado no sistema rígido.

Em qualquer um dos sistemas é importante aplicar os impermeabilizantes considerando a direção da fonte geradora de umidade ou de infiltração. Definir o tipo correto de impermeabilização dependerá muito das características do seu piso e da sua obra, por isso contar com mão de obra especializada é muito importante.

 

Gostou do nosso conteúdo sobre impermeabilização de piso? Aproveite e curta a nossa página no Facebook e Instagram para receber mais dicas como esta!