4 de outubro - 2017  

Granitos e Mármores: conheça as diferenças e acerte na escolha

As pedras, como os granitos e mármores, são grandes aliadas nas construções modernas e elegantes, podendo ser utilizadas em diversas ocasiões e em muitos ambientes, tudo de acordo com o seu gosto.

No entanto, algumas vezes pode ser difícil escolher o melhor tipo de pedra para o seu projeto ou construção sem saber bem onde cada uma é mais usada e recomendada.

Neste artigo vamos te dar uma ajudinha falando sobre os granitos e mármores, onde costumam ser mais usados e os principais cuidados com cada um deles. A escolha deve ser feita seguindo o seu gosto, mas algumas dicas podem te ajudar na hora da dúvida. Vamos lá?

O piso em granito deixa o ambiente mais moderno e elegante. Imagem: RiverHill.

Qual é a diferença entre granitos e mármores?

As duas rochas apresentam algumas diferenças importantes que devem sempre ser levadas em consideração na hora de construir ou reformar. O uso dos granitos e mármores deve ser feito com cuidado, pois uma instalação equivocada pode te trazer sérios problemas estruturais no futuro.

Durabilidade

A grande diferença entre granitos e mármores, aquela que vai definir onde eles são melhor aproveitados, está na sua durabilidade e resistência às ações do tempo. O granito, devido ao seu elevado grau de dureza, tem maior durabilidade, podendo resistir à chuva, ventos e à ação do tempo por longos anos, já os mármores são mais sensíveis e precisam de um cuidado maior.

Os vários tipos de granito foram muito utilizados em construções nos anos 70, principalmente em pisos de saguões, estações de metrô e rodoviárias, pela sua alta durabilidade e a sua capacidade de suportar um tráfego intenso de pessoas sem um desgaste muito grande em sua superfície ou qualquer outra perda de suas características físicas (fissuras, trincas etc.).

Até hoje ele é muito usado em pias, mesas e balcões de cozinha pelo mesmo motivo. Além da durabilidade, é um material bonito e que acrescenta elegância em qualquer ambiente.

Para áreas externas com maior tráfego, o granito é mais recomendado, devido a sua alta durabilidade. Imagem: Shellton Nature Stone.

Já o mármore tem uma durabilidade reduzida quando manuseado constantemente, seu uso não é recomendado em pisos de locais onde muitas pessoas passam ou em balcões muito utilizados.

A aplicação de granitos e mármores deve sempre levar a durabilidade em consideração: os granitos podem ser utilizados em áreas externas ou internas, já o mármore é melhor aproveitado dentro de casa.

Cores

Os granitos e mármores ainda contam com algumas características bem distintas no que diz respeito às cores e tonalidades.

O mármore apresenta cor mais uniforme com pequenos veios em tonalidades diferentes. Imagem: Wikimedia.

O granito é uma rocha formada por vários minerais, porém, os minerais básicos encontrados em todos os granitos são: mica, feldspato e quartzo. Portanto, ele não se apresenta exatamente em cores, mas em tonalidades, dependendo de qual dos três está mais concentrado e proeminente. Ele pode ser marrom, verde, preto e os já conhecidos tons de cinza.  

É possível identificar os três minerais básicos a olho nu, pois geralmente apresentam uma boa cristalização, dando uma identidade única para essa rocha.

O mármore já é encontrado em uma forma mais sólida, com uma cor predominante e alguns veios, o que contribui para o seu visual diferenciado e elegante. Ele pode ser encontrado em várias cores, como o branco Carrara, o negro Nero Marquina, o vermelho Rojo Alicante e vários outros.

O preço

Os granitos e mármores apresentam seu preço no mercado brasileiro de acordo com a sua disponibilidade, ou seja, a capacidade que o país tem de produzi-los.

Pela grande quantidade de granito a ser explorado, ele é uma rocha mais popular e, consequentemente, mais barato, enquanto que o mármore não é facilmente encontrado, o que justifica seu preço elevado.

A porosidade

A porosidade (capacidade das rochas de absorverem líquidos) dos granitos e mármores é diferente, e isso está diretamente ligado à durabilidade das rochas.

O granito é muito menos poroso que o mármore, sendo mais resistente à chuva e ideal para cozinha.

Se você está pensando em adquirir um balcão de mármore, tome muito cuidado: não use ácidos para a limpeza, apenas detergente neutro, e não deixe vinho, café ou molhos caírem em sua superfície. Isso pode fazer a peça se desgastar rapidamente.

Isso porque há outros fatores que envolvem a durabilidade do mármore, um deles é a composição química dessa rocha. Como o mármore é uma rocha metamórfica oriunda de rochas calcárias, quando são expostas a ambientes ácidos, as ligações químicas de seus componentes minerais são quebradas, o que faz com que essa rocha torne-se cada vez mais porosa e, consequentemente, cada vez mais frágil.

Como escolher entre os granitos e mármores?

A escolha entre os granitos e mármores sempre depende do seu gosto e do uso que você fará da peça.

Ao construir balcões, dê preferência ao granito, já que sua porosidade é menor. Imagem: Westwing.

O granito é muito recomendado em pisos e paredes, já o mármore é melhor aproveitado em peças pequenas e obras de arte, pelo seu alto valor estético.

O granito é mais funcional e prático, podendo combinar bem com qualquer ambiente sem preocupações, enquanto que o mármore é a opção de quem procura elegância.

Faça sua escolha levando em consideração todos esses fatores e aproveite o melhor que os granitos e mármores têm a oferecer!

Gostou deste artigo? Confira o nosso blog e nossa página no Facebook para mais dicas de construção e decoração para sua casa!